Brasil vacina 67 milhões de pessoas contra rubéola


Brasil vacina 67 milhões de pessoas contra rubéola A meta alcançou
95,79% da população-alvo

Entre as mulheres, foram vacinadas mais de 34,8 milhões, com 98,4% de cobertura. Entre os homens, o número de vacinados chegou a 32,4 milhões, alcançando o índice de 93,1%.
No grupo de 12 a 19 anos de idade, a cobertura foi considerada alta e precoce, atingido 108,44% (a proporção maior do que 100% se explica: a estimativa de público-alvo se deu sobre uma base
populacional defasada ou foram imunizadas pessoas com idade próxima ao limite fixado pela campanha). Já no grupo de 20 a 39 anos, o percentual de cobertura ficou muito próximo do preconizado:
94,45%. A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) recebeu o pedido de reconhecimento do êxito da campanha de vacinação contra rubéola, o primeiro passo para obter o certificado de eliminação da
circulação do vírus no País. A concessão do certificado de eliminação da rubéola, um documento internacional, ocorrerá em duas etapas. A primeira é a certificação de que a campanha teve êxito e o
Brasil conseguiu atingir a meta de vacinação. A segunda fase é comprovar que não há transmissão do vírus da rubéola no País. A previsão é que, até meados de 2009, o País esteja livre da moléstia e, no
fim do ano, tenha eliminado a Síndrome da Rubéola Congênita (SRC - transmitida da mãe para o filho, durante a gravidez).