Especialista orienta sobre medicamentos falsificados.


Especialista orienta sobre medicamentos falsificados O consumidor
deve ficar atento para não comprar um produto falso

Alguns mecanismos podem ajudar a garantir ao consumidor que ele está adquirindo um produto original. Um deles é a chamada "raspadinha", um campo na embalagem que, ao ser
raspado com uma moeda, expõe a palavra "qualidade" e a logomarca do fabricante. Se as inscrições não existirem, o medicamento é falsificado - informa o Terra. "Medicamento se compra em farmácia de
confiança, com nota fiscal, porque você pode voltar e exigir a garantia do produto. O consumidor pode processar a farmácia", diz o presidente do Conselho Nacional de Combate à Pirataria (CNCP), Luiz
Paulo Barreto. Segundo a Anvisa, o paciente deve ficar atento: se o medicamento com o qual está acostumado deixar de fazer efeito, deve procurar imediatamente o médico e é Importante observar ainda se
características como cor e odor da medicação estão alteradas.